Instalar uma cisterna pode parecer uma tarefa simples, porém requer muito mais cuidado do que você possa imaginar! Afinal, estamos falando de um reservatório que, para seu pleno desempenho, precisa estar aterrado e, consequentemente, está sujeto a sofrer a pressão exercída pela terra, que é mais do que suficiente para fazer sua cisterna implodir em casos de má instalação.

Durante décadas, temos acompanhado diversos erros de instalações de componentes para filtragem e disponibilização da água da chuva e de cisternas e a recorrência de cisternas que implodem após algum tempo de uso é relativamente alta. O principal erro que corrobora com isso é a falta de dimensionamento e atenção à etapas bastante específicas do manual, como o estudo de expansão de solo, indispensável para o cálculo do talude (diâmetro da circunferência em torno da cisterna) assim como da falta de atenção ao traço do solo-cimento a ser adicionado no reaterro. Vale lembrar que estamos falando aqui das cisternas de plástico, que representam a grande maioria das cisternas comercializadas e instaladas no Brasil.

Um outro ponto que também causa dúvidas e também é bastante sucetível a erros é o cálculo da laje inferior, pois toda cisterna de plástico precisa, além da proteção do solo-cimento, estar protegida usualmente por 2 lajes. Uma laje inferior, que acomoda a cisterna na vala e uma laje superior, que protege a cisterna de receber cargas provenientes da superfície como pessoas andando, decks ou mesmo passagem de automóveis.

Foi observando este cenário que desenvolvemos a Cisterna Pronta – Uma cisterna que veio para mitigar todos os principais erros antes encontrados em instalações de cisternas para água da chuva feitas de plástico.

A Cisterna Pronta é feita em PRFV (Plástico revestido com fibra de vidro) – Um compósito extremamente forte e duradouro. Sua estrutura foi desenvolvida para resistir às cargas da terra, de forma que possa ser aterrada sem a construção de lajes e sem a necessidade de solo-cimento.

Em conjunto a isto, desenvolvemos uma tecnologia de instalação que não requer nenhum conhecimento avançado em sistemas de filtragem de água de chuva, o que torna a cisterna pronta um sistema plug’n play (conecte e use) desenvolvido de acordo com a NBR 15.527 – A Norma Brasileira para Aproveitamento de Água da Chuva. Basta conectar a entrada da água de chuva, saída para galeria pluvial, saída para consumo e rede elétrica e pronto! Tudo isso permite que a instalação da cisterna seja feita em apenas 1 dia, frente a 4 – 7 dias dos modelos tradicionais.

No vídeo a seguir, eu explico um pouco mais detalhadamente como é feita a instalação da Cisterna Pronta EcoCasa:

Viu como é fácil? Se quiser saber mais, ou mesmo qual o modelo ideal para seu projeto, fale com nossos especialistas.

Um abraço e até o próximo artigo!