Aproveite a água de chuva e diminua os impactos ambientais

A crescente urbanização com a ocupação de regiões baixas e consequente impermeabilização do solo em áreas naturais vem exigindo cada vez mais soluções inovadoras no controle e minimização dos impactos causados por inundações.

Aliados aos problemas de controle e gestão das inundações é necessária também uma atenção especial ao uso da água tratada, em finalidades onde pode ser substituída por fontes alternativas.

Nestes dois casos o aproveitamento de águas pluviais, se mostra como sendo uma solução inovadora tanto do ponto de vista técnico quanto econômico.

Todavia para se obter o resultado desejado de um projeto, é necessário que este possua preocupação com dois fatores fundamentais ao sucesso do projeto, são eles:

A Qualidade:

Definição dos sistemas de tratamento, armazenamento e cuidados com a água coletada. Neste item são definidos os equipamentos de filtragem pré reservação, onde são removidos todos os elementos que são passiveis de degradação da água depois de reservada numa cisterna (Reservatório destinado ao armazenamento da água de chuva coletada), a qualidade e tipo de reservatório a ser utilizado bem como sistemas de tratamento pré-consumo, instalados na saída da cisterna antes dos pontos de consumo, sistemas como: filtro de areia, sistemas de desinfecção, Sistema de bombeamento, etc.

O Dimensionamento:

Calculo pelo qual o projeto é quantificado quanto ao volume possível de coleta com base em área destinada ao aproveitamento de água de chuva e oferta histórica de chuvas no local de sua implantação. O Dimensionamento deve ser efetuado sempre de acordo com os cáuculos propostos pela NBR 15.527 – A Norma Brasileira para Aproveitamento de Água da Chuva. Dessa forma, evita-se o sub ou superdimensionamento do sistema, garantindo um melhor custo-benefício

Quanto Tempo leva o Retorno Sobre o Investimento?

Considerando as condições climáticas do Brasil e a tarifa atual de água o investimento em um sistema de aproveitamento de água da chuva costuma retornar o valor investido em aproximadamente 3 anos para o seguimento industrial e 7 anos para o residencial. Este retorno é calculado de acordo com a economia que o sistema gera, podendo chegar na maioria dos casos em uma redução de 70% do volume de água potável consumida da rede municipal/local.

Vídeos Relacionados

Precisa de Ajuda? Fale Comigo
Ao continuar afirmo estar de acordo com a Política de Privacidade do site EcoCasa